Traficante é preso dois meses após deixar sistema carcerário

23 abr 2013 | 20:40 |
0 comentário

Policiais civis do Setor de Entorpecentes da Delegacia Regional de Itabaiana prenderam em flagrante no último sábado, dia 20, grande-kesley_estefanio_preso_aquidaba_261012Kesley Estefânio Santos Andrade(24), também conhecido como “Kelinho”. A prisão aconteceu na cidade de Ribeirópolis, por envolvimento com o tráfico de drogas.

 

Kesley foi liberado do sistema carceário há dois meses. Desta vez ele foi surpreendido portando pedras de crack embaladas para a comercialização, diversas cápsulas contendo cocaína, além de maconha prensada. “Ele deixou o presídio há dois meses, onde cumpria pena por tráfico de drogas. Ele foi condenado pela justiça a oito anos de detenção, no entanto, foi posto em liberdade após dois anos”, esclareceu o delegado Fábio Pimentel.

Kesley é natural de Rio Maria, no Estado do Pará, e residia na rua Barão do Rio Branco, em Ribeirópolis. Ele está preso na delegacia de Itabaiana à disposição do Poder Judiciário.

 

Primeira Detenção (18/12/2010):

Polícia prende traficante e descobre boca de fumo em Canindé

Graças à agilidade e a integração das Polícias Civil e Militar comandada pelo Delegado Cledson Ferreira, e da Justiça na pessoa do Dr. Fernando Luiz Lopes Dantas, juiz de direito, foi possível prender na tarde desta sexta-feira, 17, Kesley Estefânio Santos, vulgo Kelinho, acusado de tráfico de drogas no município de Canindé de São Francisco/SE.

Kelinho é suspeito de comandar uma boca de fumo no bairro Olaria, coincidentemente por traz do 4º BPM (Batalhão da Polícia Militar). Bairro considerado área de risco.

Por volta das 14h30min, o delegado de polícia tomou conhecimento que o suposto traficante encontrava-se no município, de imediato encaminhou o inquérito policial para o juiz Dr. Fernando que em pouco menos de 15 minutos expediu o mandato de prisão contra o acusado. Já com o mandado em mãos o delegado pediu reforço da Polícia Militar, sendo assim atendido.

Ao chegar à suposta casa usada como boca de fumo (local onde é feita a venda de substâncias ilícitas) a polícia se deparou com Kelinho que ao perceber a chegada da mesma tentou se evadir.

Em posse do traficante estavam 70 (setenta) pedras de crack prontas para consumo; 1 (uma) pedra de crack grande; 300 (trezentas) gramas de maconha e 1 (um) revólver calibre 38 com 7 munições intactas.

Kelinho se encontra detido na delegacia do município aguardando decisão da justiça, podendo responder por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

Por Genilson Santos

imprensaSegunda detenção (26/10/2012) :

Condenado por tráfico de drogas é preso em Aquidabã

Polícia recebeu denúncia anônima por telefone sobre o suspeito

Uma informação anônima, passada por um popular de Aquidabã para o Disque 100, da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, em Brasília, levou a Policia Civil a fazer averiguações que culminaram com a prisão do paraense Kesley Estefânio Santos, mais conhecido como Kelinho. Segundo a polícia, ele já é condenado por tráfico de cocaína, crack e maconha, bem como por porte ilegal de arma de fogo.

 

De acordo com o delegado Wanderson Bastos, da delegacia de Aquidabã, a Secretaria Nacional de Direitos Humanos entrou em contato com o Ministério Público de Aquidabã, fornecendo dados, segundo os quais, no município haveria um traficante escondido numa chácara na região da Marreca, às margens da Lagoa do Frade, aliciando adolescentes com drogas de toda a espécie e quantidade.

 

Diante disso, o MP mobilizou a equipe da Polícia Civil na cidade para que o caso fosse apurado. Logo no início da manhã desta quinta-feira, 25, uma equipe da PC foi até o local e notou que, encostada ao lado de uma casa, estava uma moto nova, não emplacada. “Descemos da viatura, chamamos o morador, que era o suspeito, e perguntamos de quem era a moto. Quando ele respondeu que seria o dono da motocicleta, solicitamos a documentação. Mas ele disse que não possuía”, explicou o delegado Wanderson.

 

O acusado foi encaminhado à delegacia e os policiais constataram no banco de dados da SSP que a moto tinha restrição de roubo e que Kelinho já havia sido julgado e condenado pelo crime de tráfico de entorpecentes. A equipe da PC ainda se valeu da logística da Polícia Rodoviária Federal de Malhada dos Bois, que ratificou a situação da motocicleta.

 

Analisando as informações, a polícia descobriu que havia registrado ocorrência de roubo na Divisão de Combate a Roubos e Furtos de Veículos (DRFV). A moto foi roubada em Aracaju no dia 27 de setembro deste ano. Dois homens abordaram a vitima, armados com revólveres, rendendo-a. “ Eles subtraíram a motocicleta e ainda efetuaram disparos contra ele que, por sorte, não foi alvejada”, explicou Wanderson.

 

Ao puxar o histórico criminal de Kesley, no site do Tribunal de Justiça de Sergipe, o delegado verificou que em apenas um processo, Kesley foi condenado a quase oito anos de cadeia porque foi flagrado, em Canindé de São Francisco, com um revólver calibre 38 totalmente municiado, considerável quantidade de maconha, quase uma centena de pedras de crack e 30 ampolas de cocaína. “Para surpresa de todos, entretanto, Kesley estava no regime aberto, cumprindo a pena em Ribeirópolis, de onde saiu há menos de um mês para morar em Aquidabã.

 

No depoimento prestado na delegacia, a moto teria sido adquirida em Ribeirópolis, na Feira das Ovelhas, sem as placas, de um indivíduo que ele nunca tinha visto antes. O delegado Wanderson avaliou que o acusado assumiu o risco de estar adquirindo objeto ilícito quando comprou uma moto com o CRLV, mas sem as placas, de um homem que nunca tinha visto e por conta disso deverá ser indiciado por receptação. Além disso, o acusado confessou que não sabe guiar motocicletas.

 

Contra Kesley, o delegado Wanderson Andrade lavrou auto de prisão em flagrante pelo crime de receptação, previsto no artigo 180 do Código Penal. A motocicleta recuperada já foi entregue ao seu dono, após contato telefônico, que agradeceu o empenho da polícia, já que comprou a motocicletas com uma série de economias feitas durante anos.

 

Fonte: SSP

 

Traficante é preso dois meses após deixar sistema carcerário

Comente com sua conta no facebook

Se não tiver facebook comente aqui.

Para: Traficante é preso dois meses após deixar sistema carcerário


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.