O pior piso salarial de professores é pago aos professores em Carira

15 abr 2013 | 15:35 |
1 comentário
sinteseO magistério de 32 municípios já está recebendo os valores do piso atualizados para 2013. A conquista é fruto da luta dos professores e do processo de diálogo encabeçado pelo SINTESE. Vale ressaltar que em todas essas cidades o reajuste está sendo pago sem alterações na carreira para todos os níveis, conforme preceitua a lei 11.738/2008 que estabelece o Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN).
Pagam o piso de R$1567 para uma jornada máxima de 40 horas e formação mínima em Nível Médio os municípios de: Canindé do São Francisco, Monte Alegre, Nossa Senhora Aparecida, Poço Redondo, Porto da Folha, Amparo do São Francisco, Telha, São Francisco, Neópolis, Poço Verde, Santa Luzia do Itanhi, Capela, Carmópolis, Rosário do Catete, Santo Amaro das Brotas, Campo do Brito, Itabaiana, Pedra Mole, São Miguel do Aleixo, Itabi, Nossa Senhora das Dores, Canhoba, Muribeca, Ilha das Flores, Japoatã, Lagarto, Simão Dias, Nossa Senhora do Socorro, Estância, Indiaroba, Siriri e Areia Branca.
Nos outros 43 municípios, o SINTESE busca a negociação para o cumprimento da lei do piso. “Nós queremos que os gestores cumpram a lei. Lei essa que foi ratificada, mais uma vez, pelo Supremo Tribunal Federal, até porque temos as questões pedagógicas para serem discutidas e não podemos mais desprender energia para discutir algo que é líquido e certo”, aponta a presidenta do SINTESE, Angela Maria de Melo.
Sem reajuste em 2013
Dentre estes municípios há 30 ainda pagam aos educadores o valor do piso de 2012 (R$1.451) se alterações na carreira. Há aqueles como Frei Paulo, Cristinápolis, Tomar do Geru e Laranjeiras que condicionaram o reajuste de 2012 a percentuais diferenciados ou redução de vantagens pecuniárias.
Em Arauá e Malhada dos Bois os educadores tiveram reajuste de 15% e 10% respectivamente, o que vai totalmente de encontro a lei do piso.
Em São Domingos, Santana do São Francisco e Itabaianinha, os professores estão sem reajuste desde 2011 (igual aos educadores da rede estadual) e têm no contracheque o valor de piso de R$1187.
Situação diferente das demais vive o município de Maruim em que o município paga somente o valor de R$1451, mas o plano de carreira é totalmente fora dos padrões registrados em outras localidades sergipanas.
Já no município de Carira os educadores estão desde 2010 sem reajuste, significando que o valor pago ainda é o de R$1.024,67.
Assembleia rede estadual
Na próxima quinta-feira, 18, às 15h no Instituto Histórico e Geográfico os professores terão assembleia geral. Na pauta: encaminhamentos de luta para a garantia do pagamento do reajuste do piso; paralisação nacional entre os dias 23 e 25 de abril e a marcha estadual pela promoção da educação pública dia 25 de abril em Aracaju.
Caroline Santos/Sintese

O pior piso salarial de professores é pago aos professores em Carira

Comente com sua conta no facebook

Se não tiver facebook comente aqui.

Para: O pior piso salarial de professores é pago aos professores em Carira

Um Comentário até agora.

  1. Kalif disse:

    Boa noite!

    Agora o sintese quer colocar moral em Carira, pq eles não fizerão a ex-prefeita pagar td em dias, não só as professores como todos os funcionários.


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.