Novembro Azul incentiva os homens no cuidado com a saúde

9 nov 2013 | 15:10 |
0 comentário

O Inca destaca ainda que, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás do câncer de pele. Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente no sexo masculino

 

Novembro-Azul-3

A exemplo do ‘Outubro Rosa’, iniciativa que marcou as ações de cuidado com a Saúde da Mulher, o mês de novembro é destinado para a conscientização da importância com a Saúde do Homem. Criada no ano de 2003, na Austrália, a campanha ‘Novembro Azul’ realiza a conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata, câncer de pênis e outras doenças masculinas.

 

O coordenador do Centro de Oncologia do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), Adolfo Scherr, destaca que a escolha do mês para a campanha aconteceu por conta do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, celebrado no dia 17 de novembro. “O ‘Novembro Azul’ veio para intensificar as ações de cuidado com a saúde do homem. Na maioria das vezes, ele não vai ao médico por iniciativa própria. Em muitos casos, vai por insistência da esposa ou dos filhos. É preciso quebrar essa barreira e conscientizar o homem sobre o quanto é importante cuidar da saúde desde cedo, principalmente, em relação ao câncer de próstata que é curável, desde que seja descoberto em fase inicial”, afirma.

 

De acordo com o coordenador, 75% dos casos do câncer de próstata ocorrem na idade acima dos 65 anos. “Na população masculina, em geral, recomendamos que o processo de triagem seja iniciado acima dos 50 anos. Porém, aqueles que têm um histórico familiar em parentes de 1º grau, devem procurar um pouco mais cedo, após os 40 anos”, comenta.

 

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2012, foram identificados mais de 60 mil novos casos de câncer de próstata em todo o país. O Instituto considera a doença da terceira idade porque cerca de três quartos dos casos no mundo surgem a partir dos 65 anos. É a quarta causa de morte por esta doença, entre todos os tipos.

 

O Inca destaca ainda que, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás do câncer de pele. Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente no sexo masculino. A taxa de incidência do câncer de próstata é seis vezes maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento.

 

A próstata é uma glândula presente nos homens, localizada abaixo da bexiga e à frente do reto. O câncer pode ser descoberto inicialmente no exame clínico (um toque retal, procedimento que enfrenta a resistência de muitos homens), combinado com o resultado de um exame de sangue. Se detectado o tumor, só a biópsia é capaz de confirmar a presença de um câncer. Quando descoberto no início, 90% dos casos de câncer de próstata são curáveis.

 

“Na fase inicial, o câncer da próstata não costuma apresentar sintomas. Quando surgem, são parecidos com os do crescimento benigno da próstata: dificuldade de urinar e necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite. Na fase avançada, a doença pode provocar dor nos ossos, problemas para urinar e, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal”, explica Carlos Anselmo de Lima, cirurgião oncológico do Huse.

O tratamento vai depender do estágio da doença e pode ser feito com cirurgia, radioterapia, tratamento hormonal e, algumas vezes, apenas com observação médica.

 

Cuidados Gerais

 

O cirurgião oncológico destaca que os cuidados gerais devem ser feitos pelos homens divididos em dois tipos de prevenção: primária e secundária. “Na prevenção primária, está a alimentação balanceada com o consumo de frutas, verduras e proteínas, fundamentais para a prevenção de diversas doenças. Além disso, é preciso acabar com hábitos não saudáveis como cigarro e bebida alcóolica em excesso. Já a prevenção secundária é a detecção precoce da doença, através dos exames frequentes. Com esses cuidados, é possível prevenir uma série de doenças como o câncer de próstata, pulmão, estômago, colorretal, cavidade oral ou boca”, comenta Carlos Anselmo.

 

O médico orienta ainda que os pacientes façam exames de rotina e procurem as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para marcação de consultas. “O homem deve ter muito cuidado com o corpo. No aparecimento de alguma alteração urinária, por exemplo, o médico deve ser consultado. O paciente deve procurar o posto de saúde mais próximo e realizar a consulta inicialmente com um médico clínico geral e, caso haja necessidade, esse profissional o encaminhará para a especialidade recomendada. É importante destacar que o Huse realiza o tratamento e acompanhamento no Setor de Oncologia de todos os esses tipos de câncer citados”, concluiu.

Novembro Azul incentiva os homens no cuidado com a saúde

Comente com sua conta no facebook

Se não tiver facebook comente aqui.

Para: Novembro Azul incentiva os homens no cuidado com a saúde


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.