Advogados carirenses brilham no tribunal do Juri

7 set 2013 | 15:55 |
0 comentário

JulgamentoOs Advogados Criminalistas, Dr. Ademilson Chagas Junior e Dr. Adalberto Benigno do Rosário, ambos com atuação no Estado de Sergipe e Bahia, defenderam, junto ao Conselho de Sentença instalado na 1ª Vara Criminal da Comarca de Itabaiana/SE, os acusados de terem matado, o Radialista “JÚLIO RESENDE”, da Rádio FM ITABAIANA no ano 2.000.

Nos autos do processo criminal 200153010047, Reginaldo Santos Mendonça e Reginaldo Santos Lima foram condenados a 20 anos de prisão em julgamento ocorrido no Fórum de Itabaiana no dia 11 de dezembro de 2008. Porém, atendendo pedido em apelação manejado pela defesa, o Tribunal de Justiça anulou o referido julgamento determinando a realização de novo júri. A Promotoria de Justiça sustentou acusação de homicídio qualificado, cuja pena máxima de prisão seria de 30 anos. A defesa sustentou a tese de negativa de autoria sob o fundamento de inexistência de prova que assegurasse terem os réus praticados a morte do Radialista Júlio Resende.

Após os acirrados debates, com réplica e tréplica, o Conselho de Sentença, por 4 votos a zero, acolheu a tese da defesa, reconhecendo que os senhores Reginaldo Santos Mendonça (Regis de Lero) e Reginaldo Santos Lima não praticaram o hediondo crime.

Os réus, Reginaldo Santos Mendonça e Reginaldo Santos Lima foram acusados pela prática de crime de pistolagem no ano 2000/2001. Várias ações criminais foram ajuizadas na Comarca de Itabaiana, Ribeirópolis e Aracaju. Só em Itabaiana foram cinco processos criminais. O último foi o de Cassimo Francisco de Rezende, o radialista JÚLIO REZENDE.

Na Comarca de Ribeirópolis, nos autos do processo 201182200198, Reginaldo Santos Mendonça foi acusado de matar Lucivânio Reis de Jesus. Submetido a JURI POPULAR em 11 de abril de 2013, Regis de Lero, como é conhecido Reginaldo Mendonça, também foi absolvido pelo Conselho de Sentença. Mendonça foi acusado de duplo homicídio praticado contra Valmir Costa Carvalho e Florival da Incarnação ocorrido em 02 de outubro de 2000 e mais uma vez absolvido. O advogado criminalista Dr. Ademilson Chagas Júnior, conhecido por Júnior Chagas que acompanha Reginaldo Mendonça desde o ano 2003, afirma:

“fama de Reginaldo Mendonça foi fabricada pela polícia da época que torturou o réu na busca única e exclusiva de arrancar a confissão extrajudicial, inclusive através de telejornais”. Para o advogado Chagas, Nos diversos processos em que Reginaldo Mendonça foi acusado existe apenas uma confissão extrajudicial que por si só é suspeita e não serve para sustentar uma acusação, muito menos para condená-lo”.

Advogados carirenses brilham no tribunal do Juri

Comente com sua conta no facebook

Se não tiver facebook comente aqui.

Para: Advogados carirenses brilham no tribunal do Juri


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.