Adolescente sergipana assassinada por dono de banda de forró

19 maio 2013 | 04:55 |
0 comentário

000Uma adolescente sergipana foi vítima de um caso policial que chocou Alagoas desde a manhã de quinta-feira. Gilmara Santos da Silva, 17 anos, que era de Laranjeiras (Vale do Cotinguiba) e estava grávida de cinco meses, foi achada morta às margens da BR-104, entre as cidades de Rio Largo e Messias, região metropolitana de Maceió (AL). A garota morreu com um tiro na testa e, segundo a polícia alagoana, o crime foi cometido pelo empresário Ivanilson Monteiro de Oliveira, 48, dono da banda de forró “Capa de Sela”, e pelo motorista Aldigesy Deodato da Silva, 32, o “Pinto”. Ontem, os dois acusados foram presos pela Delegacia de Homicídios de Maceió, após terem a prisão preventiva decretada pela Justiça local.

À tarde, o corpo de Gilmara foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Maceió, após o reconhecimento formal feito pela mãe e por uma irmã da vítima, as quais estiveram na cidade para acompanhar as investigações do caso. O corpo foi trazido para Laranjeiras, onde deve ser sepultado hoje de manhã. A irmã, Jussara dos Santos da Silva, disse a jornalistas alagoanos que “Mara”, como a vítima era chamada, saiu de sua casa, em Laranjeiras, por volta das 21h de quarta-feira acompanhada por “Pinto” e por um terceiro homem ainda não identificado, dizendo que iria com eles até Caruaru (PE) para encontra Ivanilson, fazer compras e assistir a um show da banda. Depois disso, ela não fez mais contato, até que a família soube de sua morte pela imprensa.

De acordo com Jussara, a sergipana tinha um relacionamento com Ivanilson há algum tempo, iniciado através de contatos pela internet, e acabou engravidando dele, o que teria gerado um impasse no romance, apontado como a causa do crime. “Ele conversou com ela e disse que a criança tinha afastado os dois e que sentia muito ódio dela (criança) porque minha irmã estava muito magra. Minha irmã foi ingênua por acreditar que ele queria o filho que ela estava esperando. É o ‘Bruno alagoano’”, acusou a irmã, comparando Ivanilson ao ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes, condenado a 19 anos de prisão pelo assassinato da modelo Eliza Samúdio, em Contagem (MG).

Tais informações são confirmadas pela polícia alagoana. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Ronilson Medeiros, Jussara chegou a ser procurada pelo empresário para propor-lhe o aborto da criança e, para isso, ele alegou que é casado e que o nascimento da criança lhe causaria problemas. “Os dois tiveram a prisão preventiva decretada porque foram pegos em flagrante. Neste caso, o flagrante não é determinado pelo tempo transcorrido entre a execução do crime e a prisão. O flagrante foi lavrado tendo em vista que os indícios existentes nos autos são robustos, são fortes, de que ambos tramaram contra a vida da jovem grávida Mara Silva”, declarou Ronilson.

Os dois acusados também falaram à imprensa alagoana. “Pinto” confirmou que foi a Sergipe com um táxi e buscar Gilmara para viajar, mas alegou que ela desceu do táxi no meio do caminho, pois queria viajar no ônibus da banda e ficara contrariada com a negativa. Já Ivanilson negou ter mandado matar a sergipana, mas admitiu que teve o relacionamento extraconjugal com ela e até lamentou a perda do bebê que viria. Os dois estão detidos em uma casa de custódia na zona sul de Maceió e podem responder por homicídio triplamente qualificado.

 

Fonte: Jornal do Dia

Adolescente sergipana assassinada por dono de banda de forró

Comente com sua conta no facebook

Se não tiver facebook comente aqui.

Para: Adolescente sergipana assassinada por dono de banda de forró


 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.